IVONE LARA 

DONA MELODIA 

Dona Ivone é aclamada pela crítica especializada como "A Primeira Dama do Samba". A poesia de suas canções na sua própria voz é considerada por muitos a síntese desse ritmo tão brasileiro. Com melodias sofisticadas, suas composições foram gravadas por grandes nomes da música brasileira, como Caetano Veloso, Maria Bethânia, Clara Nunes, Gilberto Gil,Paulinho da Viola, Roberta Sá, entre outros…

 

Yvonne Lara da Costa, em artes DONA IVONE LARA, hoje está com 94 anos de idade, e tem um legado importantíssimo na estória da música e do samba de raíz na cultura popular brasileira. Nossa proposta é contar e cantar a história de Dona Ivone, desde a sua infância e do caminho percorrido até a sua consagração.

 

O Brasil tem se firmado cada vez mais como um grande produtor de musicais no mundo inteiro. Nos últimos anos são incontáveis as produções de grande sucesso trazidas de fora para o nosso público. Contudo, a respeito do grande número de produções importadas, poucas são as que contam um pouco da nossa história, da história do nosso país, da nossa música.

 

Com uma produção totalmente nacional, este projeto prevê a concepção, criação, montagem e apresentação de uma temporadas de quatro meses na cidade do Rio de Janeiro, ou São Paulo. O texto é de Diogo Vilela, que  estreou como autor no espetáculo Ary Barroso, e a dramaturgia foi realizada à partir de adaptações das biografias existentes de Dona Ivone Lara e do fruto de pesquisas com seus amigos e parceiros de samba.

  

A direção do espetáculo é de Luiz Fernando Philbert, paranaense radicado no Rio de Janeiro, e que há mais de 10 anos trabalha como diretor assistente de Aderbal Freire-FIlho em todas as montagens teatrais do diretor. 

 

Trazer essa história para o teatro coopera ainda com a valorização da cultura nacional e a reconstrução de uma identidade fundamentalmente brasileira no circuito de teatro musical do país. A encenação traz à tona uma parte da memória da música que não pode ser esquecida.

...

 

"Peço licença a toda velha guarda, aos sambistas e passistas. Essa peça é para todos do samba de todas as escolas que, eu sei, honram D. Ivone como porta-voz da tradução do samba na sua forma mais pura.” 

Diogo Vilela

  •  Projeto em fase de pré-produção, captação de investimentos.

SOMART PRODUÇÕES ARTÍSTICAS

CNPJ:10.684.879/0001-91

Rua Visconde de Inhaúma, 134

Rio de Janeiro - RJ - 20091-007

WWW.SOMA.ART.BR  +  CONTATO@SOMA.ART.BR